Noticias       Desporto     Negocios      Politica      Cultura
 
Welcome Guest      Home  Log In   Sign Up        
 
 
Nome

Comentário

recarga
  
Eloy Martin cardoso bernardo 
Eloy Martin cardoso bernardo 
Eloy Martin cardoso bernardo 
Eloy Martin cardoso bernardo 
kota laborO kota Labourinho ? Espero que faca melhor do que fez na proteccao civil.
  
1234
 

No Dia Internacional da Juventude (12.08), recordamos os principais problemas que afetam os jovens angolanos, desde desemprego, habitação e acesso ao ensino superior. Reajuste dos transportes pode ser um novo obstáculo.
Juventude angolana atravessa maré de dificuldades
O acesso aos transportes públicos é um dos problemas que mais afeta a juventude angolana. Para além de escassos, os meios de transporte preparam-se para reajustar os preços nos próximos dias. Francisco Teixeira, responsável do Movimento dos Estudantes Angolanos (MEA), acredita que este reajuste vai "atrapalhar" a ida dos estudantes para as escolas. Mas o problema poderá estar resolvido em breve, quando os jovens estudantes, crianças, antigos combatentes e idosos passarão a estar isentos nos transportes públicos - rodoviário, marítimo e ferroviário.
Fonte: DW
Acesso ao ensino superior e desemprego Este não é único problema que afeta a juventude angolana. Não é fácil o acesso ao ensino superior. Este ano, a Universidade Agostinho Neto UAN) registou mais de 46 mil candidatos para cerca de cinco mil vagas. Em 2020, o governo vai acabar com a gratuitidade nas instituições públicas de ensino, uma pretensão que tem sido criticada pelo movimento "Propina Not" A par disso, há a falta de emprego. Nos últimos dois anos, a taxa de desemprego em Angola cresceu de 8,8% para 28,8%, indicam dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), publicados este ano. E a juventude é a mais afetada. O sonho de ter uma casa O sonho de ter casa própria é outro calcanhar de Aquiles para a juventude angolana. Augusto Báfuabáfua explica que é preciso apostar em políticas habitacionais "sérias e sustentáveis". "Há uma necessidade de o Executivo pensar grande, pensar que Angola é um país vasto com 1.246 e 700 km2 e nós somos somente 30 milhões", lembra.

Andebol: Angola conquista Torneio Busan Cup2019
Luanda - A selecção nacional sénior feminina de andebol conquistou hoje, domingo, o torneio internacional, denominado "Busan CUP2019", ao derrotar a Austrália, por 36-10, na última jornada disputada na Coreia do Sul. Ao intervalo, as angolanas já venciam por 17-5. Com este triunfo, as comandadas de Morten Soubak terminam a competição com quatro vitórias, dianta da CS Glória Bistrita Nasaud, da Roménia (28-20), HC Zvezda Zvenigorod da Rússia (35-23) e com a Coreia do Sul (36-29) e empate com Ringkobing Handbold, da Dinamarca (20-20).
Trata-se do primeiro torneio disputado pela equipa nacional, na rota desta fase final de preparação, tendo em vista a presença no Campeonato do Mundo de Dezembro, a decorrer de 29 de Novembro a 15 de Dezembro deste ano, no Japão.

Srdan Vasiljevic foi chamado ao Conselho de Disciplina da federação, mas acabou por não haver reunião.
selecionador dos Palancas tem "futuro incerto"
O "Jornal de Angola" avançou com a informação de uma suposta instabilidade em relação ao cargo de selecionador angolano, ocupado pelo sérvio Srdjan Vasiljevic. Segundo este jornal, Vasiljevic foi chamado esta semana à sede da federação para uma reunião com os elementos do Conselho de Disciplina do organismo, mas a mesma viria a ser adiada.
Vasiljevic deveria ter orientado os Palancas Negras na recente eliminatória frente a Eswatini a contar para a fase de qualificação da CHAN, mas na sequência de uma divergência com a federação, acabou substituído nessa função pelo adjunto José Silvestre "Pelé". A federação afirmou ao Jornal de Angola que Srdan Vasiljevic ainda é aposta do seu elenco.

O Presidente angolano, João Lourenço, autorizou uma despesa de mais de 12 milhões de dólares para montar um ginásio e mobilar escritórios na Assembleia Nacional. Deputado da UNITA diz que o país tem outras prioridades.
Um ginásio para os deputados angolanos em tempos de crise
Num decreto presidencial, o chefe de Estado angolano autorizou a aquisição do material avaliado em mais de 70 milhões de kwanzas (cerca de 200 mil euros). O contrato será celebrado com a empresa Sistec, S.A. À semelhança do "Bairro dos Ministérios", com 28 edifícios ministeriais e várias unidades de apoio, o tema do ginásio está a gerar grande polémica em Angola e a intenção do governo está a ser muito criticada.
Nelito Ekuikui diz que não pretende frequentar o ginásio dos deputados. E aconselha o governo a recuar na sua decisão: "Faço exercício, vou caminhando, correndo pelas estradas que o país tem. O Executivo deve recuar no sentido de alocar essas verbas para um outro fim que é urgente e é imediato." Segundo o deputado, outro fim seria, por exemplo, a resolução do problema da seca no sul de Angola, nomeadamente no Cunene, no Kuando Kubango e no Namibe. Ou "a resolução da pobreza que é extrema em Angola", lembra.

O ex-internacional angolano "Akwá" assegurou hoje que "não está a mendigar" e que chorou recentemente durante um programa televisivo devido às "injustiças" de que diz ser alvo e "não para comover" o povo angolano.O ex-internacional angolano "Akwá" assegurou hoje que "não está a mendigar" e que chorou recentemente durante um programa televisivo devido às "injustiças" de que diz ser alvo e "não para comover" o povo angolano.
Akwá diz que chorou por "injustiças" e não para comover os angolanos
"Não somos de ferro e eu nem pensei em chorar para comover quem quer que seja, ou o povo angolano, chorei pelas injustiças. Pensei em todo o sacrifício que fiz em prol do país e que não valeu a pena", afirmou, em entrevista à Lusa, em Luanda. "Bem, quando estás a ser injustiçado fazes assim uma análise do trajeto, eu sou o único jogador em Angola que chegou num jogo a decorrer, equipei-me e joguei porque precisávamos ganhar", recordou.
Fabrice Alcibíades Maieco "Akwá", com registo de 40 golos pela seleção de futebol angolana, está há mais de dez anos suspenso e impedido de exercer qualquer função a nível do desporto federado, por decisão da FIFA, devido a uma multa de 260 mil dólares ao Qatar SC, onde jogou entre 2005 e 2006, por ausência, fora do prazo legal, numa altura em que representava a seleção, conhecida como "Palancas Negras".

Raul Danda lembrou que o Estado angolano tornou público o processo junto de tribunais em relação ao resgate dos ativos do Fundo Soberano de Angola, salientando que cidadãos angolanos foram processados e presos.
UNITA quer relatório e contas urgente do Fundo Soberano de Angola
A UNITA, maior partido da oposição angolana, defendeu esta quarta-feira a apresentação pública “urgente” do relatório e contas do Fundo Soberano de Angola, a ser feito com uma auditoria “independente e credível”.
A posição foi expressa pelo vice-presidente da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), que falava em conferência de imprensa, enquanto ‘primeiro-ministro do Governo-Sombra’ daquela formação política.

O antigo director do Instituto de Estradas de Angola (INEA), Joaquim Sebastião, tem até amanhã para entregar à Justiça 13 imóveis, seis veículos e um centro de estágio de futebol localizado no bairro do Sequele, em Luanda.
PGR apreende bens de Joaquim Sebastião
De acordo com uma fonte do Jornal de Angola, Joaquim Sebastião apresentou, voluntariamente, relação de cerca de 30 imóveis, em Angola, Portugal e Brasil, e uma dúzia de veículos. As autoridades acordaram então que Joaquim Sebastião ficasse apenas com uma viatura e uma vivenda para apoio familiar, mas que não fosse nem a localizada na zona do Kikuxi nem a de Talatona, nas imediações da Clínica Sagrada Esperança, cada uma avaliada em cerca de 10 milhões de dólares. A fonte adianta que Joaquim Sebastião, através do seu advogado, recusa-se a entregar o complexo residencial do Kikuxi, com campo de golfe, onde são criados cavalos de raça, assim como a referida moradia de luxo em Talatona, nas imediações.
A Procuradoria deu o prazo de 72 horas, até hoje, para que o antigo director do INEA entregue a residência em Talatona e se transfira para uma das moradias em outros bairros nobres da cidade de Luanda, à sua escolha. Deve também devolver os outros bens imóveis e veículos que possui em Angola, com excepção de duas viaturas. Quanto aos activos alegadamente ilícitos que o antigo director do INEA possui no exterior, as autoridades angolanas estão em contacto com as congéneres dos países onde estão localizados, a fim de as reaver. Dos imóveis a apreender, estão vivendas no Mussulo, Talatona, Maculuso, Miramar e nos condomínios Mirantes do Talatona, Vila Mar (dois imóveis) e Riviera Atlântico, além de quatro apartamentos na Maianga.

Mineiros teriam descoberto um diamante de grandes dimensões, que levou a que várias pessoas acorressem ao local. As vítimas encontravam-se a cerca de 15 metros profundidade quando as terras desabaram.
Desabamento em mina de diamantes faz pelo menos 9 mortos
Pelo menos nove pessoas morreram, na madrugada de sexta-feira, em consequência de um desabamento de terras numa mina de diamantes no município de Cambulo, em Angola, conforme avançaram as autoridades locais à agência Lusa. O número de vítimas mortais pode, porém, continuar a subir, enquanto decorrem as operações de resgate. A Radio France Internationale (RFI) avançou este domingo, citando também as autoridades angolanas, que o último balanço apontava já para 12 mortos.
A RFI conta que o acidente terá acontecido na sequência da descoberta de um diamante de grandes dimensões, numa zona de exploração ilícita, que levou a que várias pessoas da vila da Nzagi acorressem à mina. Segundo o relato de testemunhas, entre as vítimas estarão uma mulher grávida e a criança de dois anos que transportava às costas. A rádio cita ainda fontes oficiais que admitem que o número de mortos possa chegar a 15.

O líder da UNITA diz que notícia de que pretende concorrer a novo mandato na presidência do partido é falsa, mas se mudarem os estatutos pode enfrentar João Lourenço nas próximas eleições.
Samakuva admite ser candidato a Presidente de Angola em 2022
O político desmente que esteja a pensar recandidatar-se a novo mandato à frente da UNITA, mas num cenário de mudança de estatutos, consideraria a possibilidade de voltar a ser candidato presidencial do partido do Galo Negro: “Não fecho a porta a essa possibilidade. Na política aprendi que nunca se deve dizer nunca”, disse Samakuva em conversa telefónica com o PÚBLICO.
Garantindo que “é falsa, completamente falsa” a notícia do Jornal de Angola, manchete na edição de terça-feira do diário público angolano, de que pretende recandidatar-se a novo mandato de quatro anos à frente do partido, Samakuva, de 73 anos, dá sinais de que ainda não considera a sua carreira política acabada.

O Presidente da República, João Manuel Gonçalves Lourenço, no uso das prerrogativas que lhe são conferidas pela Constituição da República de Angola, exonera dos seus cargos as seguintes entidades:
Remodelação no Governo: Laborinho novo Ministro do Interior
Ângelo de Barros da Veiga Tavares, do cargo de Ministro do Interior; Marcos Alexandre Nhunga, do cargo de Ministro da Agricultura; Pedro Luís da Fonseca, do cargo de Ministro da Economia e Planeamento. Eugénio César Laborinho, do cargo de Governador da Província de Cabinda; Pedro Mutinde, do cargo de Governador da Província do Kuando Kubango; Alcino dos Prazeres Isata Francisco da Conceição, do cargo de Secretário para os Assuntos Económicos do Presidente da República; Manuel Neto da Costa, do cargo de Secretário de Estado para o Planeamento.
São nomeadas as seguintes entidades para os cargos abaixo designados: - Eugénio César Laborinho, Ministro do Interior; - António Francisco de Assis, Ministro da Agricultura e Florestas; - Manuel Neto da Costa, Ministro da Economia e Planeamento; - Marcos Alexandre Nhunga, Governador da Província de Cabinda; - Júlio Marcelino Vieira Bessa, Governador da Província do Kuando Kubango; - Lopes Paulo, Secretário para os Assuntos Económicos do Presidente da República;~ - Samahina de Sousa da Silva Saúde, Secretário de Estado para o Planeamento; Por último, é nomeado Jorge Francisco silveira, para o cargo de Director-Adjunto do Cerimonial do Presidente da República.

O governo de Angola vai levar a leilão nove blocos petrolíferos nas águas da Bacia do Namibe, anunciou segunda-feira em Moçâmedes o ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo
Angola leva a leilão nove blocos petrolíferos nas águas da Bacia do Namibe
Segundo o ministro e de acordo com o cronograma, a estratégia geral de atribuição de concessões petrolíferas para o período 2019-2025 prevê a licitação de nove blocos petrolíferos naquela bacia, sendo que o anúncio oficial da licitação desses blocos deverá ocorrer em Outubro deste ano.
"A província do Namibe entrará assim no mapa da indústria petrolífera nacional, além da grande importância e contributo que tem dado a nível das rochas ornamentais, com produtos com boa aceitação no mercado internacional", adiantou o ministro, citado pela agência noticiosa Angop.

A instituição tem apenas uma médica.
Director do Hospital de Malanje diz que bastonária não conhece Angola real
O director-geral do Hospital Municipal de Malanje, Ribeiro André José de Carvalho reage e diz que a bastonária não conhece a Angola real. No Centro de Saúde do bairro Ritondo, na capital, a primazia tem sido o atendimento nas consultas de Pediatria e a pacientes externos por não possuir espaço para o internamento.
Os enfermeiros da província de Malanje não suspenderam na totalidade as actividades desenvolvidas nas unidades sanitárias da região, apesar de continuarem à espera de um pedido de desculpas da bastonária da Ordem dos Médicos de Angola, que defende que eles não devem praticar actos médicos.
"Enquanto médico, eu demarco-me, totalmente, dos pronunciamentos que a bastionária da Ordem dos Médicos proferiu porquanto entre o país real e o país ideal há uma grande distância", disse, reafirmando que "80 por cento da actividade assistencial em saúde é realizada por enfermeiros no mundo e o nosso país não está alheio a isso".

Sul de Angola está a sofrer a pior seca das útimas décadas
Mais de 2 milhões de pessoas estão a passar por enormes dificuldades. Foi accionado um plano de emergência mas a resposta humanitária tem sido insuficiente

A selecção nacional de basquetebol de Angola venceu ontem a congénere do Chade, por 95-83, em jogo da segunda jornada do grupo C, do campeonato africano de basquetebol sénior masculino, a decorrer até o dia 27 deste mês na cidade de Bamako, no Mali.
Basquetebol: Angola vence Chade na estreia do Afrocan2019
O conjunto angolano, que folgou na ronda inaugural por força de calendário, já levavam uma vantagem de 13 pontos ao intervalo (48-35). O conjunto angolano, que folgou na ronda inaugural por força de calendário, já levavam uma vantagem de 13 pontos ao intervalo (48-35). Childe Dundão foi o melhor marcador de Angola, com 17 pontos, enquanto o cestinha da partida foi Bienvenu Ddimassal, do Chade, com 22 pontos.
Nos outros jogos realizados ontem para o grupo D, a Tunísia derrotou a Guiné Conacri, por 77-58. Mais tarde jogam Mali-Argélia (A) e Nigéria-Quénia (B). Hoje, Angola defronta a congénere de Marrocos que no jogo de estreia venceu o Chade por 80-75. As primeiras selecções de cada grupo apuram-se às meias-finais e as restantes disputam as classificativas para definir do 5º ao 12º lugares, nesta primeira edição do africano destinado a atletas que actuam no continente.

Produção da Sonangol caiu 9% no ano passado
A companhia petrolífera nacional de Angola, a Sonangol, produziu 1,4 milhões de barris por dia no ano passado, descendo 9% face a 2017, mas consegue um resultado líquido melhor devido ao preço mais caro do crude.
O documento adianta que a queda se deve à “maturidade dos reservatórios, entrada de novos projectos de desenvolvimento com baixo desempenho e à degradação das instalações de produção devido a não realização de trabalhos de intervenção nos poços, bem como a falta de perfuração de novos poços por falta de unidades de perfuração nos blocos”.

A antiga estrela do futebol angolano deve 260 mil euros à FIFA. O caso tem mais de uma década, mas continua o debate sobre se o Estado angolano deve saldar a dívida, pelas glórias que Fabrice Maieco "Akwá" deu ao país.
Akwá: Quem paga a dívida do ex-craque da seleção de Angola à FIFA?
O caso remonta há mais de 10 anos, quando a FIFA aplicou uma multa a Akwá, no valor de 260 mil dólares, que deveriam ser pagos ao Qatar SC – o seu antigo clube - na sequência da ausência do jogador, fora do prazo estipulado por lei, para representar a selecção angolana de futebol.
Mais de uma década depois, quando se pensava que o caso estava resolvido, a história volta a dar que falar em Angola. O antigo craque da seleção - autor do golo que qualificou os "Palancas Negras" para o Mundial da Alemanha de 2006 - não tem dinheiro para pagar e, por isso, está impedido de trabalhar como profissional de futebol. Nos últimos meses, várias notícias vieram a público sobre alegadas negociações com o Qatar em relação à dívida e até de uma suposta autorização do Presidente da República João Lourenço, para que a Federação Angolana de Futebol pagasse a quantia devida à FIFA.

A entrada em vigor do IVA, com uma taxa de 14%, estava prevista para este mês, depois de um primeiro adiamento em janeiro.
Parlamento angolano aprova IVA para outubro sem votos a favor da oposição
A Assembleia Nacional angolana aprovou esta quinta-feira a lei que altera o Código do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), que entra em vigor em outubro deste ano, com votos contra e abstenção da oposição.
A entrada em vigor do IVA, com uma taxa de 14%, estava prevista para este mês, depois de um primeiro adiamento em janeiro, mas a necessidade reclamada pelas empresas para uma adequada e eficaz organização das infraestruturas tecnológicas e institucionais levou à extensão do prazo até outubro próximo.

As novas tarifas de eletricidade entram em vigor hoje em Angola, com as autoridades a assegurarem manutenção dos preços para consumidores da "categoria social", com capacidade reduzida de consumo, e um aumento menor na categoria "doméstica especial".
Novo tarifário de energia elétrica em Angola entra hoje em vigor
De acordo com o novo tarifário de energia, os consumidores da categoria social, com capacidade reduzida em termos de consumo, vão continuar a pagar 2,46 kwanzas/quilowatts, enquanto para os de consumo baixo de 200 quilowatts o valor sobe de três kwanzas (0,008 euros) para 6,41 kwanzas (0,016 euros).
Segundo o Ministério das Finanças de Angola, esta atualização dos tarifários dos serviços de eletricidade, que deveria vigorar desde o passado dia 24 de junho, decorre de uma medida estrutural de gestão macroeconómica, que passa por garantir que os subsídios beneficiem efetivamente os segmentos mais vulneráveis da população, contrariamente ao que vinha sucedendo até agora.

A Selecção Nacional sénior masculina de hóquei em patins baixou um lugar na classificação do final do Campeonato do Mundo, encerrado hoje em Barcelona, ao ocupar o sexto lugar da competição com saldo de duas vitórias, um empate e cinco derrotas.
Selecção Nacional falha manutenção de posição
Na fase de grupos, Angola consentiu duas derrotas frente à Itália (4-5) e Espanha (6-2) e empatou a três com a França, pecúlio que a colocou no quarto e último lugar do Grupo A, e teve de disputar um play-off com a congénere de Moçambique, vencedor de um dos grupos da Intercontinental CUP, para uma vaga nos quartos-de-final. Neste jogo o combinado nacional alcançou a primeira vitória, despachando os "irmãos do Índico por convincentes 6-1.
Até à entrada da fase do "mata-mata", a Selecção Nacional marcou 15 golos e consentiu igual número, terminando a primeira etapa da competição com um saldo nulo. Tal como era esperado, o "cinco" nacional entrou para os quartos-de-final apenas para cumprir calendário e evitar uma derrota por números gordos, já que tinha pela frente a Argentina, um assumido candidato ao título. Confirmaram-se os prognósticos e a equipa treinada pelo português Fernando Fallé não conseguiu evitar a goleada de 6-0. Mas, as esperanças de manutenção do quinto lugar mantinham-se intactas, já que pela frente teria equipas teoricamente do seu campeonato como Chile, Colômbia e Itália. O emparceiramento colocou o Chile na disputa do quinto ao oitavo lugar e Angola saiu vitoriosa por 7-4, numa peleja em que teve de esperar pelo prolongamento para carimbar o passe para defender o quinto posto, alcançado na edição disputada em Nanjing, China, em 2017.

Kulisma eleito MVP no Festival Infanto-Juvenil
O basquetebolista, Kulisma Bira, está de parabéns. Kulisma, do escalão de formação ao serviço do Desportivo do Kilamba, conquistou o troféu de jogador mais valioso (MVP) da primeira edição do Festival Desportivo Infanto-Juvenil, denominado “Minha Comuna Minha Bola”, em basquetebol, que se realizou em Luanda, na quadra do Complexo Comunitário do Zango 4, uma organização da Fundação Sol.
Kulisma, de 13 anos e com uma estatura de 2,2 metros, mostrou-se satisfeito pela conquista do troféu que culminou com a consagração da equipa na final, frente o Clube Kwanza, por 52-25. Considerado uma das maiores promessas do basquetebol nacional, disse que “está feliz” por receber o prémio e sublinhou, ainda, a prestação dos colegas durante o torneio. “Tiveram à altura”, reconheceu.